Portal Jornal do Brás - A serviço das Tradições da Região

Domingo, 23 de janeiro de 2022
MENU

Comunidades e Bairros

Coluna nordeste in sampa

LISA GOMES

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

Uma estrela brasileira, de Recife para o mundo! Natural de Recife - Pe, hoje com 36 anos, Lisa Gomes é mulher trans e jornalista por profissão. Amante das artes, iniciou sua carreira nos palcos pernambucanos, atuando no teatro e na dança onde participou de vários espetáculos, tais como; JESUS ALEGRIA DOS HOMENS (paixão de cristo de Garanhuns – Pe no ano 2.000), Ano 2001 – Espetáculo UM SONHO SEM VÉU de Joseane Felipe e direção de J. Andrade.

No ano de 2001 teve sua primeira experiência como repórter no jornal Língua Solta realizando matérias no carnaval de rua da cidade de Garanhuns, dando seu passo inicial para ser essa grande jornalista que se tornou na atualidade. Em 2002 ingressou na cia de dança popular de Pernambuco “CRIART’’, se dedicando a dança uma das suas paixões e assim abrindo o caminho para convites de trabalho. Em 2002 ingressa como bailarina na banda CAPITAL DO NORTE no Cabo de Santo Agostinho – Pe.

No ano de 2003 foi contratada pela agência TALENTOS BRILHANTES de Recife para integrar o time de atores e bailarinos, onde participou do famoso CLUBE DO BALÃO e muitos outros. Em 2004 migrou para São Paulo com uma mala cheia de sonhos e em busca de novas oportunidades e conhecimento ingressando na escola de teatro MACUNAÍMA, onde estudou por 2 anos onde participou dos espetáculos e abrindo caminho para o estrelato BAILEI NA CURVA e ÓPERA DO MALANDRO, abrindo caminho para novos convites para o teatro e cinema.

Em 2006 começou a atuar como produtora da MÍDIA BRASIL, trilhando novo caminho e ganhando novas experiências na área. Em 2007 já conciliando uma agenda cheia de compromissos, recebe o convite para atuar como a repórter drag Queen LISA CRAZY no site ARRASA BI, oportunidade única que à fez se apaixonar pela profissão mudou completamente sua trajetória artística.

Em 2008 ingressou na Universidade BANDEIRANTES no curso de TECNOLOGIA EM PRODUÇÃO AUDIOVISUAL, onde se formou em 27 de dezembro de 2010, fruto de muito esforço e determinação. Após vários projetos realizados e muita luta, em 2013 montou o projeto WEB DRAG REPÓRTER, enviando o projeto piloto para várias emissoras do país, onde sentiu na pele o preconceito por ser uma mulher trans em um país que mais mata LGBTQIA+ no mundo, mesmo assim não se abateu com os nãos e recebeu um super sim da renomada REDE TV onde aprovou seu projeto e foi convidada para ser repórter dos principais programas da emissora.

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!