Portal Jornal do Brás - A serviço das Tradições da Região

Segunda, 29 de novembro de 2021
MENU

Comunidades e Bairros

PARI CELEBRA 445 ANOS

História do bairro nasceu em 1576 quando os primeiros imigrantes portugueses e bandeirantes se instalaram as margens do rio Tietê

Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

História do bairro nasceu em 1576 quando os primeiros imigrantes portugueses e bandeirantes se instalaram as margens do rio Tietê. Eram tempos difíceis com pequenas comunidades dedicadas a agricultura de subsistência e pesca. A cerca tipo rede de taquara ou cipó que se estendia para pescar os peixes do rio, deu nome ao bairro. Posteriormente já no século XX, o bairro recebe grande contingente de imigrantes europeus e o Pari por ser um bairro operário, recebe trabalhadores de várias nacionalidades. Dentre todos, destaca-se a imigração dos italianos que em dias de festa, se instalavam próximo a praça Padre Bento  para celebrar sua cultura com músicas e danças.

Na década de 40 chegaram os sírio e libaneses que também passaram a integrar o bairro multi-étnico.

O apelido de “bairro doce” surgiu pelo comércio de doces que se instalou na região. Nos anos 60 o Pari passa por um esvaziamento populacional, assim como toda a região central de São Paulo. Nos anos 80 chegam os coreanos e a partir de 1990 o bairro começa a receber grande número de imigrantes bolivianos. Hoje em dia as antigas fábricas deram lugar a novos empreendimentos imobiliários residenciais.

A indústria de confecção tem posição de destaque e o bairro é considerado hoje, polo dessa indústria. Juntamente com o bairro vizinho do Brás, o Pari forma com este, um único centro comercial de grande porte, recebendo clientes de todas as partes do Brasil.

Os principais pontos de destaque do bairro são a igreja de Santo Antônio, fundada em 1914, a igreja de Santa Rita,

O Shopping D, e o estádio do Canindé (Portuguesa)..... moradora do bairro há muitos anos,a administradora Luana Sousa gosta de dizer que não troca o Pari por nenhum outro lugar. “É um bairro muito tranquilo para viver e criar os meus filhos”. Celma Figueiredo, moradora do Pari há mais de 30 anos viu o bairro crescer e se modificar.” Criei meus filhos aqui com muito orgulho”.

O Pari se modifica e se renova, mas continua sendo no coração de muitos paulistanos o seu bairro preferido.

Comentários:

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!