Portal Jornal do Brás - A serviço das Tradições da Região

Domingo, 25 de julho de 2021
MENU

Entrevistas

Prefeito de São Paulo desenvolve programa para incentivar comércio na região do Brás

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB)

41
Imagem de capa
A-
A+
Use este espaço apenas para a comunicação de erros nesta postagem
Máximo 600 caracteres.
enviando

O prefeito de São Paulo, Ricardo Nunes (MDB),  afirmou que está desenvolvendo um programa para incentivar o comércio do Brás e fortalecer os revendedores que compram no comércio do bairro.

O objetivo, segundo o prefeito, é manter o Brás como um dos principais polos de compras do país e incentivar a visita e o turismo para a região.

“A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo vem atuando em conjunto com as entidades e empresários da região e montando estratégias de divulgação e de atração de clientes para dirimir os problemas causados pela pandemia”, afirmou Nunes para o Jornal do Brás, em sua primeira entrevista para a imprensa regional.

“No segundo semestre vamos inaugurar um espaço da Ade Sampa de atendimento

aos comerciantes e lojistas no Largo da Concórdia, que dará todo o suporte aos

empresários da região”, completou.

Qual novo programa será criado, a partir de sua gestão, para recriar empregos perdidos no comércio – especialmente na região do Brás –, onde inúmeros comércios foram fechados durante a pandemia?

Além das diversas ações da Prefeitura de São Paulo de revalorização da região nos últimos anos, estamos desenvolvendo um programa que incentivará o comércio da região, incluindo o fortalecimento dos revendedores que compram no comércio do bairro, para que essa região continue sendo um dos principais polos de compras do Brasil, incentivando a visita e o turismo das pessoas de todas as partes da cidade e de outros estados.

O Sr. estava sempre na linha de frente com o prefeito Bruno Covas. Como o senhor enxerga a partida de Covas e como será, agora, administrar a 4ª maior cidade do mundo e a maior da América Latina?

Foi uma grande perda não só para mim, mas para a cidade de São Paulo, a política e a democracia brasileira. Ele tinha um grande potencial, visão de vida, de País, de sociedade, e é disso que o Brasil precisa.

 

É um desafio muito grande substituir alguém insubstituível. E penso nisso todos os dias, mas governar a maior cidade da América Latina para os 12 milhões de habitantes,

com muita dedicação, será também para honrar a memória dele, o governo, que é dele, com redução da desigualdade. Esse era o nosso compromisso e continuará sendo.

Qual mensagem o Sr. deixa aos empresários e lojistas da Região do Brás, Pari, Mooca e Belém nestes tempos de Pandemia?

Na cidade de São Paulo, saúde e economia caminham juntas. A Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Trabalho e Turismo vem atuando em conjunto com as entidades e empresários da região e montando estratégias de divulgação e de atração de clientes para dirimir os problemas causados pela pandemia. Estamos trabalhando no

apoio aos comerciantes na elaboração dos protocolos sanitários seguros para o

atendimento dos clientes, acesso a crédito por meio da Ade Sampa, qualificação

empreendedora, além do combate ao comércio ilegal realizado pela Prefeitura.

No segundo semestre vamos inaugurar um espaço da Ade Sampa de atendimento aos comerciantes e lojistas no Largo da Concórdia, que dará todo o suporte aos empresários da região.

O Sr. pretende dar continuidade aos programas do Bruno Covas?

Sim. O Programa de Governo do prefeito Bruno Covas foi construído com muito diálogo – em conjunto. Discutimos ideias, debatemos propostas e ficou consolidado no Plano de Metas. Nada será mudado desde que os secretários não cumpram o Plano de Metas estipulado pelo prefeito Bruno Covas. Lá estão consolidadas todas as diretrizes que precisamos seguir. Esse é o Plano de Governo do Bruno Covas.

Os problemas mais críticos da cidade, no momento, são o desemprego e a falta de moradia.

Como o Sr. vê esses problemas e quais seriam as soluções?

Como uma maneira de diminuir o déficit habitacional da cidade, desde 2017, foram viabilizadas mais de 52 mil unidades habitacionais. Deste total, mais de 30 mil foram

entregues até junho de 2021, beneficiando famílias de baixa renda. O restante se refere a primeira Parceria Público Privada da Habitação Municipal (PPP) – iniciativa que já

viabilizou a construção de 22.430 unidades habitacionais em diversas regiões da cidade.

Créditos (Imagem de capa): Foto: Leon Rodrigues/SECOM

Comentários:

Nossas notícias no celular

Receba as notícias do Portal Jornal do Brás no seu app favorito de mensagens.

Telegram
Whatsapp
Entrar

Crie sua conta e confira as vantagens do Portal

Você pode ler matérias exclusivas, anunciar classificados e muito mais!